Geniberto Campos e Paulo Laguardia recebem o XXX Prêmio Estadual de Direitos Humanos RN

 CDHMP entrega nesta sexta-feira, dia 8 de dezembro, o XXX Prêmio Estadual de Direitos Humanos Emmanuel Bezerra dos Santos, a partir das 15h30, em frente a Escola Estadual Café Filho,
Rua Décio Fonseca, S/N, no bairro das Rocas.

O tema do XXX Prêmio Estadual, que nesse ano completará 30 anos de sua edição, será o conjunto de acampamentos da Campanha “De Pé no Chão Também se Aprende a Ler”. Será iniciado o processo do feitio de uma Cartografia de Djalma Maranhão, abrangendo o período de suas duas administrações em Natal, 1956/1958, quando foi Prefeito nomeado, e 1960/1964, quando foi eleito Prefeito da cidade pelo voto popular.

O XXX Prêmio Estadual de Direitos Humanos será entregue a GENIBERTO PAIVA CAMPOS, que foi um dos auxiliares mais importantes de Djalma Maranhão – foi diretor do Centro de Formação dos Professores, que se localizava no Baldo. Hoje, Geniberto Campos é um médico conceituado em Brasília-DF e faz parte da Comissão Brasileira de Justiça e Paz.

O XXVII Prêmio Jornalístico da CDHMP será entregue ao jornalista PAULO ROBERTO LAGUARDIA, militante sindical, cineasta e pesquisador da vida e obra de Djalma Maranhão, tendo feito inúmeras filmagens sobre pessoas e atividades relacionadas à trajetória do ilustre e saudoso ex-Prefeito de Natal, sempre se comprometendo com a defesa da liberdade de expressão e pela luta por democracia e justiça.

O Prêmio Estadual de Direitos Humanos foi criado em 1994, em homenagem ao militante e assassinado político Emmanuel Bezerra dos Santos, e tem o objetivo de agraciar pessoas ou organizações comprometidas com os direitos humanos, as liberdades democráticas e a defesa da vida. O Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos, por sua vez, foi criado em 1997 com o intuito de homenagear os jornalistas identificados com a causa e a promoção dos direitos humanos e da cidadania.

Durante a Solenidade de entrega do Prêmio aos homenageados haverá a cerimônia do descerramento da primeira placa Lugar de Memória, homenageando o lugar onde houve o primeiro Acampamento Escolar da Campanha “De Pé no Chão Também se Aprende a Ler”. Em sequência, às 17h, será aposta a segunda placa na Rua Mestre Lucarino, 533, Rocas, na casa onde residiu o Mestre Lucarino Roberto de Sousa, fundador da Escola de Samba Balanço do Morro. Nesse mesmo dia comemora-se o natalício do Mestre Lucarino e haverá apresentação da bateria da Escola Balanço do Morro, coroando as homenagens com essa importante manifestação cultural.