Abraji, em parceria com ESPM, realiza o 18º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, em São Paulo

Nesta quinta-feira, 29, às 8h, começa o 18º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo realizado pela Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) em parceria com a ESPM, em São Paulo.

Durante 4 dias, convidados nacionais e internacionais formarão a programação do Congresso que vai debater o impacto da inteligência artificial na comunicação, as complexidades da política no Brasil e no exterior, os bastidores de reportagens investigativas sobre direitos humanos, meio ambiente, violência, corrupção e outros assuntos que ganharam atenção no último ano. As discussões sobre projetos inovadores e técnicas de apuração também são destaques da programação.

“Essa parceria reforça a importância e relevância que nosso curso de Jornalismo tem no mercado. Temos orgulho e muita satisfação em ter sido escolhidos para participar de um evento de tamanha relevância para o jornalismo”, disse Maria Elisabete Antonioli, coordenadora do curso de Jornalismo da ESPM.

Para atender o maior número de interessados, neste ano, a Abraji optou pelo formato híbrido — presencial, com transmissão simultânea online de 50% da programação e participação remota de alguns convidados. Quem estiver acompanhando a transmissão via internet poderá assistir de cinco a seis sessões por horário — sendo três delas realizadas nos auditórios da ESPM, onde estão programados os temas internacionais e entrevistas nacionais. 

O congresso terá mais de 200 painelistas em dezenas de mesas, oficinas e palestras. Além disso, o grande homenageado desta edição será o repórter Caco Barcellos, que tem toda a sua carreira voltada para um jornalismo de investigação sensível às questões sociais e aos direitos humanos.

Dois ministros serão sabatinados por jornalistas no encontro: Anielle Franco, da Igualdade Racial, e Vinícius Marques de Carvalho, da Controladoria Geral da União (CGU).

A programação está distribuída em quatro dias, de quinta-feira a domingo. No primeiro dia será realizado também o X Seminário de Pesquisa em Jornalismo Investigativo, em que pesquisadores apresentam seus trabalhos científicos e jornalistas recém-formados discutem seus trabalhos de conclusão de curso (TCCs). O último dia do Congresso é totalmente dedicado à quinta edição do Domingo de Dados, com oficinas sobre jornalismo de dados, além de bastidores de investigações e novas ferramentas e técnicas.

Sobre o evento

18º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo é uma realização da Abraji e do curso de Jornalismo da ESPM.

O evento é patrocinado por Meta, Google News Initiative, Luminate, Grupo Globo, Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil, TikTok, Agência Francesa de Desenvolvimento, Alma Preta, Cenarium, Folha de S.Paulo, Knight Center for Journalism in Americas, Lupa, McDonald’s, Poder 360, Redes Cordiais, Trust Project.

Apoiam institucionalmente Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Associação de Jornalismo Digital (Ajor), Associação Nacional de Jornais (ANJ), Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas, Instituto Palavra Aberta, Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), Media Talks, Portal Imprensa, Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), Oboré, Textual Comunicação, UNESCO, Dart Center for Journalism and Trauma (Projeto da Escola de Jornalismo da Universidade Colúmbia) e o Reuters Institute for the Study of Journalism (Universidade de Oxford). O apoio de mídia é da GloboNews, Grupo RBS e revista piauí.

Para conferir a programação compelta do 18ª Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo acesse o site https://congresso.abraji.org.br/#programacao