RN entra no mercado de produção de vinhos, cultivo de uvas Malbec e Syrahrn

Rio Grande do Norte dá um passo importante para a entrada no mercado de produção de vinhos. Até o fim deste ano, o estado terá a primeira vinícola nos padrões exigidos para registro no Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), a Vinícola Casa 7 Evas. O empresário paranaense, Evanildo Palantsky, está investindo em uma propriedade rural no município de São José do Mipibu, distante 38 quilômetros de Natal.

A ideia é, com plantações de uvas e café, transformar o local em um atrativo turístico com uma cafeteria e uma adega para oferecer experiências, inclusive na área de cultivo, na qual os visitantes poderão apreciar o vinho embaixo das parreiras e também conhecer o processo de produção na vinícola. Atualmente, o Rio Grande do Norte possui uma área de plantação de uvas da ordem de 20 hectares, mas a maior parte é voltada para o cultivo de uvas de mesa do tipo Vitória. Essa será a primeira produção com as variedades Malbec e Syrah.

A vinícola já está cultivando variedades de uvas, como Malbec e Syhar, já adaptadas para o plantio em Petrolina (PE). Fotos: Moraes Neto

Já edificada, a vinícola está aguardando os equipamentos para a instalação e conclusão do acabamento do prédio. O Sebrae do Rio Grande do Norte está prestando serviço de consultoria na elaboração de projetos técnicos industriais para a regularização e obtenção de Registro de Estabelecimento junto ao MAPA, na elaboração de projetos de sistema de prevenção de combate à incêndio e pânico junto ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado e também na regularização de poços para abastecimento de água para a indústria, bem como para a irrigação dos parreirais.

“Temos oferecido esse trabalho de suporte e acompanhamento para viabilizar a vinícola. Ao apoiar iniciativas como essa, o Sebrae ajuda a diversificar e agregar valor para a fruticultura do estado”, aponta João Hélio Cavalcanti.

O diretor João Hélio (centro), o gestor Franco Marinho e a gerente Mona Nóbrega visitaram a propriedade de Evanildo Palantsky.
As demandas estão sendo atendidas através do Projeto de Fruticultura do Sebrae-RN, cujo gestor Franco Marinho e o consultor credenciado, Eliseu Andrade, estiveram recentemente apresentando o trabalho in loco ao diretor técnico do Sebrae-RN, João Hélio Cavalcanti, e a gerente da Unidade de Desenvolvimento Rural da instituição, Mona Paula Nóbrega.
O empresário e diretor da Vinícola Casa 7Evas, Evanildo Palantsky, afirma que o apoio do Sebrae-RN tem sido essencial para o andamento do projeto. A vinícola com 600 metros quadrados de área construída teve aprovação, sem ressalvas, da Superintendência Federal do MAPA no Rio Grande do Sul, cujos técnicos têm expertise nesse tipo de empreendimento.

Produção

A expectativa do empresário Evanildo Palantsky é ter uma produção de 100 mil litros de vinho fino por ano, principalmente das uvas Malbec e Syrah, que são as que melhor se adaptaram ao solo potiguar. Contudo, ele adianta que 70% da uva a ser utilizada na produção serão provenientes de Petrolina, cujas negociações com produtores pernambucanos já estão bem adiantadas.

“Vejo esse meu projeto da vinícola como uma oportunidade de oferecer algo diferente aqui no Nordeste e de ter um atrativo turístico diferente, quando todo o projeto estiver em pleno funcionamento”, afirma Evanildo Palantsky 

As etapas do processamento da vinícola vão desde a recepção da uva, desengaçamento/esmagamento, fermentação, estabilização e engarrafamento do vinho, até o estoque e expedição, que é a última etapa do processo, na qual o vinho é armazenado em caixas, seguindo para os locais de venda até o consumidor final.

Entre os equipamentos a serem instalados na vinícola, estão uma desengaçadeira e esmagador, sete tanques fermentadores de vinho (3 mil litros), sete tanques maturadores de vinho (5 mil litros), um tanque maturador de vinho (10 mil litros), um sistema Clean in Place (CIP) Móvel, um tanque líquido refrigerante (10 mil litros) e um filtro de terra de diatomácea com disco.

Plantio de uvas em Upanema. Foto: Agro Vale do Carmo

Mercado

No Rio Grande do Norte, o município de Apodi, na região Oeste, concentra a maior parte das áreas com plantio de uvas no estado, que detém cerca de 20 hectares de áreas cultivadas. No entanto, a cultura está presente em outras regiões, como é o caso da Vinícola Casa 7 Evas com vinhos e da Agro Vale do Carmo, em Upanema, que inicia a produção de uvas de mesa voltadas para o consumo.

Fonte: Agência Sebrae