Renata Guerra é a primeira mãe a competir no Miss Universo Brasil após mudança nas regras

A modelo e cantora Renata Guerra, de 27 anos, é a primeira mãe a ser eleita Miss Universo Goiás 2023 e a concorrer pelo título de Miss Universo Brasil.

Ela venceu o concurso estadual no último domingo (7), concorrendo pela cidade Alto Paraíso de Goiás, e está automaticamente classificada para concorrer ao título de Miss Brasil.

Em agosto do ano passado, pela primeira vez em mais de 70 anos de existência, o Miss Universo anunciou que mulheres casadas, divorciadas ou mães também poderiam participar do concurso – o que permitiu que Guerra pudesse competir neste ano.

“Me sinto honrada e muito feliz”, disse Renata Guerra à CNN. “Sinto como se eu fosse a primeira a dar um passo no meio de uma multidão de mulheres que, de alguma forma, pensaram que seus sonhos tivessem se encerrado.”

Antes da mudança nas regras, apenas mulheres entre 18 e 28 anos que nunca se casaram ou tiveram filhos podiam se inscrever para participar. A limitação de idade, no entanto, continua a mesma.

“É importante ressaltar que misses nunca foram só ‘beleza’. Temos como exemplo muitas misses que foram e ainda são inspirações para todas nós”, disse a modelo. “Entendo o quão importante e significante é esse momento e espero poder inspirar mais mulheres a seguirem seus sonhos, independente se são mamães ou casadas. Nós somos capazes de tudo.”

Ela falou que vê uma “modernização” acontecendo nos concursos, o que permite que mais mulheres com histórias inspiradoras participem. “O Miss Universo, por exemplo, aceita mulheres trans desde 2012. Também temos concursos que aumentaram o limite de idade para competir. E agora o MU aceita candidatas mamães, casadas, divorciadas.”

Guerra contou que engravidou aos 23 anos de seu namorado, que hoje é marido. Ela disse que sempre sonhou em ser mãe, e que o marido também queria ser pai, mas engravidar e construir uma família eram “planos para o futuro”.

Os dois descobriram a gestação quando a modelo ainda morava na Europa. Ela voltou para o Brasil e eles decidiram guardar segredo. “Quando contamos para todos já tínhamos força para lidar com opiniões e comentários que chegassem até nós”, disse.

No último domingo, a filha Samira estava na plateia enquanto a mãe recebia a coroa de Miss Universo Goiás.

Renata Guerra diz que se for eleita Miss Universo Brasil quer levar uma mensagem de força e incentivo para todas as mulheres, “sejam elas mamães, casadas ou que de alguma forma desistiram dos seus sonhos em meio as dificuldades”.

“Quero que elas encontrem suas melhores versões, que sejam as líderes das suas próprias vidas, que lutem e sejam inspiração também. Assim, juntas, vamos conquistando nosso espaço pelo mundo”, declarou a modelo.

*Publicado por Fernanda Pinotti, da CNN, em São Paulo