“TEATRO EM PAUTA” LEVA ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DA CAPITAL AO TEATRO ALBERTO MARANHÃO

A produtora potiguar Bobox Produções realiza a partir desta semana, no Teatro Alberto Maranhão, o Projeto “Teatro em Pauta”, com apresentações dos espetáculos “Meu Seridó” – da casa de Zoé – e “Abrazo” – do Grupo Clowns de Shakespeare – que já circularam o Brasil, foram destaque de público e crítica e agora serão apresentados para os alunos da rede pública municipal.

Com o patrocínio da Prefeitura do Natal, Programa Djalma Maranhão e Colégio CEI, o Projeto tem como premissa a difusão e a formação de plateia a partir dessas duas obras teatrais relevantes do cenário artístico potiguar. “A BOBOX Produções já vem desenvolvendo nos últimos anos projetos pautados no diálogo entre arte e educação construindo possibilidades de fruições e reforçando a importância da formação de plateia, isso já vinha acontecendo através do projeto Música Instrumental nas Escolas, e agora por meio da linguagem das artes cênicas construímos mais um novo espaço de apreciação de obras artísticas e diálogo direto com a comunidade escolar”, destaca Arlindo Bezerra – Diretor da Bobox Produções.

Serão realizadas dez apresentações, sendo cinco de cada espetáculo, voltadas exclusivamente para a comunidade escolar pública da cidade de Natal, alcançando na totalidade 5.000 alunos e professores. A proposta do projeto, é possibilitar uma experiência imersiva pelo teatro, oferecendo a oportunidade de os alunos adentrarem no universo dos espetáculos.  

Alex Godeiro está produzindo uma cartilha sobre os espetáculos para ser entregue aos professores, como material a ser trabalhado em sala de aula após a experiência e ressalta a importância do projeto. E a Secretaria Municipal de Educação atuará em parceria com o projeto para realizar o transporte dos alunos até o Teatro. 

PROGRAMAÇÃO

09/05/2023 (terça-feira)

14h30 – Espetáculo Meu Seridó

10/05/2023 (quarta-feira)

08h30 – Espetáculo Meu Seridó

14h30 – Espetáculo Meu Seridó

11/05/2023 (quinta-feira)

08h30  – Espetáculo Meu Seridó

14h30 – Espetáculo Meu Seridó

16/05/2023 (terça-feira)

14h30  – Espetáculo Abrazo

17/05/2023 (quarta-feira)

08h30  – Espetáculo Abrazo

14h30 – Espetáculo Abrazo

18/05/2023 (quinta-feira)

08h30  – Espetáculo Abrazo

14h30 – Espetáculo Abrazo

Sobre Meu Seridó

“Meu Seridó” nasceu do desejo da atriz Titina Medeiros de investigar e versar seu lugar de origem, a região do Seridó, no sertão do Rio Grande do Norte. No início era um espetáculo solo, possível de caber numa mala e se apresentar em alpendres e terreiros de comunidades rurais. Com a chegada do dramaturgo Filipe Miguez e do diretor César Ferrário o espetáculo foi mudando de proposta e o que era solo passou a ser um espetáculo de 05 atores. Foram 09 meses de montagem, 36 profissionais envolvidos e mais de 70 apresentações, desde a estreia em 2017.

O espetáculo vai lhe proporcionar um passeio imaginário e delirante por este lugar arcaico e mítico. Um território nostálgico de arengas e amores. Em apenas uma hora, dez mil anos passarão diante de seus olhos. Universal ao falar da própria aldeia, Meu Seridó versa, acima de tudo, sobre o mais atual (e eterno) dos temas. Trata da relação do Homem com a Terra – que neste começo de milênio chega a um grave impasse. Tudo, é claro, com muito humor, música e boas doses de reflexão.

Sobre Abrazo

A montagem, que tem direção de Marco França e roteiro de César Ferrario, conta a história de um menino que vive em um país onde não é permitido às pessoas se abraçarem ou demonstrarem qualquer afeto. Nesse contexto, personagens atravessam um quadrado contando histórias de encontros, despedidas, opressão, exílio e também afeto e liberdade. No elenco, os atores Camille Carvalho, Dudu Galvão e Paula Queiroz se revezam entre os vários personagens da fábula: um rapaz, uma florista, um soldado, um índio, uma avó, um general e um menino, o único capaz de encontrar brechas de humanidade entre tantos imperativos vigentes.

O espetáculo conta com uma trilha sonora especialmente composta para a cena e com o vídeo de animação para narrar a aventura. A produção faz parte da Trilogia Latino-Americana dos Clowns, que conta ainda com os espetáculos “Nuestra Senhora de Las Nuvens” e “Dois amores y um bicho”.