Ponte Velha

Uma viagem por um imaginário túnel do tempo que remete o leitor aos idos de 1912, quando foi iniciada a construção da chamada “Ponte de Igapó” ou “Ponte Velha” Velha” sobre o Rio Potengi. É assim o livro que o engenheiro civil e iatista Manoel Fernandes de Negreiros Neto irá lançar no próximo mês de maio no Iate Clube de Natal, no Salão Velas do Potengi.

Em um trabalho que envolve 26 anos de pesquisa, o livro de capa dura contém 461 páginas, 262 fotografias, além dos projetos originais da histórica ponte, cujo passado se perde na lembrança das novas gerações, assim como o seu nome original – Ponte do Potengi Presidente Costa e Silva. Trata-se, portanto, de um resgate histórico do que poderia ser nos dias de hoje um cartão postal de Natal ou mais um atrativo turístico para os visitantes, se não fosse o descaso oficial com a preservação da nossa história e cultura.

As 461 páginas escritas por Negreiros são baseadas na história que se passou em 1912, com homens, máquinas e dinheiro da primeira República brasileira na construção da ponte sobre o rio Potengi, em Natal.

O leitor que tiver acesso ao livro de Negreiros vai se emocionar com tanta história e técnica narrada em português coloquial e fácil. Como já foi dito no início, é uma verdadeira viagem no tempo, que tem como pano de fundo fatos históricos, projetos originais e várias fotografias antigas da “Ponte de Igapó”.

Na noite de lançamento do livro, os convidados vão puder adquirir souvenires referentes a antiga Ponte de Igapó, cujo renda será revertida para contribuir com os custos do livro. custos do livro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.